Informação de Qualidade para toda a população!

sábado, 31 de outubro de 2020

Universidades e escolas de Lisboa amanhecem com pichações racistas contra brasileiros



Nesta sexta-feira (30), algumas escolas em Lisboa, capital da Portugal, amanheceram com frases racistas e xenofóbicas pichadas nos muros. Os registros foram feitos nas escolas secundárias da Portela, António Damásio e de Sacavém, e ainda no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE) e na Universidade Católica Portuguesa (UCP).

Nos muros das instituições foram pichadas frases como “Portugal é branco”, “voltem para África” e “para as favelas”. Nos textos os brasileiros são chamados de “pretos” e “zucas”. As imagens foram compartilhadas nas redes sociais.

No início da tarde, a maioria dos muros já haviam sido pintados e as ofensas, apagadas. Mesmo assim, imagens que mostram os insultos têm se espalhado nas redes sociais.

A polícia portuguesa está investigando a ação, mas, até agora, não foram divulgadas informações sobre suspeitos.

A reitora da Universidade Católica Portuguesa, uma das instituições atingidas, Isabel Capeloa Gil, repudiou publicamente o conteúdo das pichações.


“A UCP foi hoje alvo de uma ação de vandalismo com teor discriminatório e racista. A universidade rejeita este atentado contra os seus princípios basilares e continuará, firmemente, a defender o respeito pela dignidade da pessoa, rejeitando todas as formas de discriminação”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário