Informação de Qualidade para toda a população!

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Bebida probiótica: tudo que você precisa saber sobre o consumo de kombucha



O kombucha é uma bebida milenar de origem chinesa feita à base de chá, açúcar e uma cultura viva conhecida como scoby, sigla em inglês para Colônia Simbiótica de Bactérias e Leveduras. É a responsável pela fermentação da bebida, que por meio do processo metabólico transforma a cafeína e o açúcar em probióticos.

Após a fermentação, o kombucha transforma-se em uma bebida rica em nutrientes naturais e é considerado um tônico excelente para a saúde intestinal e o sistema imunológico, o que melhora a saúde geral do organismo, facilitando a digestão e a absorção de nutrientes, além da recuperação da flora intestinal.

“Há muito tempo os probióticos vêm sendo estudados para as mais diversas patologias, e os estudos só aumentam com um foco ainda maior na expressão genética dessas cepas e como elas interagem com nosso organismo e nossos genes trazendo benefícios para a nossa saúde”, explica a nutricionista Francis Moura, especialista em nutrição clínica e esportiva funcional, e na preparação de atletas. Mas ela alerta que é preciso tomar cuidado antes de consumir o kombucha, para evitar a intolerância alimentar.  “Cada caso precisa ser avaliado isoladamente”.

Intestino e sistema imunológico

Por ser fermentando a partir de chás (preto, verde ou mate), o kombucha é rico em compostos bioativos, como antioxidantes e anti-inflamatórios, além de vitaminas e minerais. E, associados a uma alimentação saudável e redução no consumo de produtos industrializados, são boas opções para regularizar o trânsito intestinal e reequilibrar a microbiota, o que favorece também o sistema imunológico.

“Um mau funcionamento intestinal pode ocasionar uma menor absorção de nutrientes importantes para o nosso organismo, bem como a não conversão em forma ativa de inúmeros compostos bioativos. Além disso, uma alteração na microbiota intestinal pode levar a um quadro de hiperpermeabilidade, e com isso o intestino perde a seletividade do que entra ou não no nosso organismo, o que pode impactar no sistema imunológico”, esclarece Francis.

Fazer ou comprar pronto

De acordo com a nutricionista, o ideal é comprar o kombucha pronto por conta da segurança em relação aos cuidados com a higienização. Além disso, para fazer em casa é preciso receber a doação da cepa (a colônia de bactérias e levedura) e tomar todos os cuidados necessários, seguindo as orientações do local e do tempo de fermentação, assim como os cuidados com a higienização do local e dos utensílios.

Onde comprar ou conseguir o scoby

O kombucha pronto pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e de nutrição, e no sabor tradicional ou variados de frutas e especiarias. Já o scoby, responsável pela fermentação da bebida, pode ser encontrado em sites ou fóruns na internet que oferecem de graça. Como a cada fermentação um novo scoby é formado, os consumidores de kombucha costumam doar para outras pessoas que desejem fazer a bebida em casa.

Mitos e verdades

No Brasil, embora o consumo de kombucha venha ganhando cada vez mais adeptos, ainda é pouco conhecido e gera bastante dúvidas. Selecionamos 10 mitos e verdades sobre a bebida.

1. O Kombucha é uma bebida saudável. VERDADE.

Possui grande variedade de vitaminas, minerais, enzimas e ácidos orgânicos, extremamente saudáveis para o organismo. Os probióticos também possuem grande quantidade de antioxidantes, ajudando e protegendo o organismo de doenças inflamatórias.

2. É feito com organismos vivos. VERDADE.

O scoby, agente ativo da produção da bebida, é uma cultura de bactérias e leveduras.

3. O Kombucha emagrece. MITO.

A bebida sozinha não tem o poder de emagrecer. Para isso, precisa estar combinada com uma alimentação adequada, aliada a uma vida saudável. 

4. O Kombucha não pode ser tomado todos os dias. MITO.

Muitas pessoas ao redor do mundo consomem a bebida diariamente. Mas, por se tratar de uma bebida viva e que não é pasteurizada, é importante usar o bom senso.

5. O Kombucha demora uma semana para ser preparado. VERDADE.

A mistura deve fermentar entre 7 e 15 dias dentro de um recipiente com algum chá - geralmente preto, verde ou mate - e açúcar. Depois disso, é só misturar o líquido às frutas, ervas ou outros chás para dar sabor. A bebida tem característica funcional graças à ação da colônia de leveduras responsável por fermentar o chá e acrescentar a ele um potencial probiótico.

6. Qualquer chá pode ser usado na preparação. VERDADE.

Porém, alguns chás funcionam melhor do que outros. Os mais usados na preparação são o chá verde ou preto, mas também podem ser substituídos por infusão de mate, hibisco ou jasmim. As infusões de hortelã e capim-santo não são recomendados por possuírem óleos que destroem a colônia.

7. Kombucha não tem data de validade. MITO.

Depois de pronta, a bebida deve ser conservada em geladeira por, aproximadamente, cinco meses. A fermentação não para na geladeira, somente desacelera.

8. Kombucha pode ser tomado na versão alcóolica. VERDADE.

O sabor aromático do Gin pode ser uma opção para ser adicionada ao kombucha depois de pronto.

9. O Kombucha só pode ser tomado de dia. MITO.

Pode ser consumida a qualquer hora do dia e da noite, e pode substituir outras bebidas, como o refrigerante e o suco. Muitos preferem beber em jejum, para ajudar no processo de digestão e substituir o café. A bebida também pode ser usada como um energético natural e ser consumida antes ou depois de atividades físicas. O ideal é tomar bem gelado, para realçar o sabor e ficar mais refrescante.

10. O Kombucha é uma bebida vegana. VERDADE.

A bebida é um poderoso probiótico natural e não é de origem animal. O scoby é uma colônia simbiótica de bactérias e leveduras que bioprocessa o chá e o açúcar.

Kefir

Além do kombucha, outra bebida que ganha cada vez mais consumidores é o kefir, fermentado a partir de colônias de cepas probióticas que podem proliferar tanto em água quanto em leite, mas com leite é o mais comum e mais utilizado. Essa colônia possui composição única e diferenciada de bactérias e leveduras, geralmente formando grânulos, e que quando fermentado produz ácido láctico e acético, vitaminas do complexo B, vitamina C e alguns aminoácidos.

Assim como o kombucha, o kefir melhora a flora intestinal, auxilia a imunidade e melhora o trânsito intestinal. As bactérias do kefir podem ser cultivadas em casa com segurança, e a produção da bebida se assemelha ao de iogurte natural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário