Informação de Qualidade para toda a população!

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Para usar internet Starlink, você precisa reconhecer Marte como um planeta livre



A internet via satélite Starlink começa a se tornar realidade aos poucos, com lançamentos periódicos de 60 satélites em cada voo, numa constelação que já passa das 800 unidades e que terá pelo menos 12 mil. Agora, com a fase pública dos testes beta já estando aberta, algumas "gracinhas" de Elon Musk começam a vir a público.

Exemplo disso foi o que revelou este usuário do Twitter, que, ao pesquisar os termos de serviço da SpaceX, descobriu que, para usar a internet Starlink, o beta tester precisa "reconhecer Marte como um planeta livre" e também concordar que "nenhum governo baseado na Terra tem autoridade ou soberania sobre as atividades marcianas".

Only @elonmusk would write this shit.

From the Starlink terms of service.

He’s already laying the legal framework for the Mars colony... pic.twitter.com/GRt1SKwVWJ

— Whole Mars Catalog (@WholeMarsBlog) October 28, 2020

Mas o que a internet Starlink, oferecida na Terra, tem a ver com Marte? Bom, tudo faz mais sentido ao lembrar que, há uma semana, a presidente e COO da SpaceX, Gwynne Shotwell, deu uma entrevista à TIME em que revelou o seguinte: a empresa espacial planeja criar, na órbita de Marte, um serviço de internet similar ao projeto Starlink que vem tomando forma aqui na Terra.


"Assim que levarmos as pessoas a Marte, elas precisarão de capacidade para se comunicar. Na verdade, entendo que será ainda mais crítico ter uma constelação como a Starlink ao redor de Marte. Mas é claro que você precisa conectar os dois planetas também, por isso nos certificamos de que temos uma telecomunicação robusta entre Marte e a Terra", disse a executiva à TIME no vídeo que você pode assistir abaixo (em inglês):

Nenhum comentário:

Postar um comentário