Informação de Qualidade para toda a população!

sábado, 12 de dezembro de 2020

Justiça decreta prisão preventiva de acusado de matar mãe e filha no DF



O Tribunal de Justiça Distrito Federal e Territórios (TJDFT) decretou a prisão preventiva de Josimar Benedito de Paiva, 42 anos, acusado pelo assassinato de Giane Cristina Alexandre, 36, e Maria Madalena Cordeiro Neto, 65.

O juiz Frederico Ernesto Cardoso Maciel tomou a decisão neste sábado. Recentemente, Josimar teve um relacionamento com Giane. Supostamente, tentava retomar a relação. Maria Madalena era mãe dela.

“O crime é hediondo e possui pena máxima cominada superior a 4 anos. A gravidade concreta dos fatos é certa”, analisou o magistrado. As mortes ocorreram na casa das vítimas, em Planaltina, na manhã de quinta-feira (10/12),.

O acusado tentou, supostamente, usar o filho de Giane para forjar um álibi. O menino pediu socorro antes dos corpos terem sido encontrados.

Mas os investigadores da Polícia Civil do DF (PCDF) flagraram a contradição entre as falas da criança e as de Josimar. O caso está em investigação na 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina)

“Com efeito, o autuado já vinha de algum modo planejando o crime e acabou por praticá-lo contra mulher e mãe, dentro da residência dela, e ainda na presença de outros familiares, gerando terror desnecessário”, pontuou.

Josimar foi preso foi na própria quinta-feira (10/12).

O caso

Segundo o boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), que investiga o caso, o menino teria buscado ajuda, por volta das 5h30, no portão de um vizinho, dizendo que a mãe a avó corriam perigo.

Na 31ª DP, para onde um dos suspeitos pelo crime foi levado, a nora de Maria Madalena, identificada apenas como Larissa, tentou levar o filho de Giane para casa.

Aos prantos, Larissa recebeu a notícia de que a criança estaria com uma tia. Sem conseguir localizar o paradeiro do menino, que tem 6 anos, Larissa praguejou Josimar. “Espero que ele apodreça na cadeia”, disse.

Um comentário: