Informação de Qualidade para toda a população!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Empresa de turismo espacial revela tripulação da primeira viagem



Os três turistas de luxo que farão uma viagem para a Estação Espacial Internacional (ISS) em uma cápsula da SpaceX foram revelados. Os nomes foram revelados pela Axiom Space, a companhia de turismo que organiza a viagem com o equipamento da companhia fundada por Elon Musk.

Os passageiros são o empresário Larry Connor, o investidor Mark Pathy e o ex-militar Eytan Stibbe — todos pagando um total de US$ 55 milhões cada pela passagem, em uma viagem que dura dois dias. Ao todo, eles poderão passar até oito dias nas instalações norte-americanas da estação, realizando tarefas básicas para ajudar e dormindo nos mesmos estabelecimentos que os astronautas de diversas partes do mundo.

A missão Ax-1 deve ser a pioneira em um setor que promete crescer nos próximos anos: o turismo espacial usando cápsulas de transporte de passageiros como a Crew Dragon, que realizou uma missão bem-sucedida para a NASA até a ISS em novembro de 2020, em um marco na história do transporte espacial privado.

Após alguns adiamentos, a decolagem deve acontecer no início de 2022 — sendo que outra empresa, a Space Adventures, planeja realizar uma viagem parecida na órbita terrestre ainda neste ano.

Conheça a tripulação

Larry Connor é empresário e tem uma firma de investimentos avaliada em US$ 3 bilhões. Seu principal setor de negócios fica em Ohio, nos Estados Unidos, e envolve imóveis. Ele também lidera diversos projetos de filantropia.

Mark Pathy é canadense e mantém uma empresa de investimentos chamada Mavrik. Já Eytan Stibbe é israelense e, antes de virar empresário dono de uma empresa de capital de risco, atuou como piloto no exército.

O comandante da missão e responsável pelos treinamentos dos turistas será Michael López-Alegría, um astronauta da NASA que já foi quatro vezes ao espaço e agora é vice-presidente da Axiom.

Além das viagens, a Axiom pretende estabelecer uma estação espacial privada a partir de 2024, primeiro como parte da ISS e depois virando um polo próprio de pesquisa e comércio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário