Informação de Qualidade para toda a população!

terça-feira, 8 de junho de 2021

Bitcoin em queda após rumor que FBI hackeou moeda



O preço do Bitcoin amarga mais uma queda de 9% nas últimas 24 horas, levando mais temores ao mercado. Considerando a cotação da moeda no último fechamento diário na de segunda (07), em US$ 33.560,71, este é o menor registro desde fevereiro de 2021.

De fato, os últimos meses foram bons para quem acreditou na alta das criptomoedas. Quem comprou em 2020, mesmo no fim daquele ano, ainda segue com lucros em suas posições.

Uma pessoa que comprou Bitcoin há exatamente um ano ainda tem 239% de lucro. No entanto, quem comprou no dia 14 de abril, quando o Bitcoin chegou a ser cotado em US$ 64 mil por moeda, o prejuízo já é de 49%. A dúvida de muitos é se o Bitcoin voltará a crescer nos próximos meses, com rumores ainda afetando o mercado.

Temor que FBI tinha hackeado o Bitcoin causa nova queda no preço do Bitcoin

O mercado de Bitcoin funciona de forma ininterrupta, mas para fins de análises, os traders consideram o fechamento diário da moeda às meia-noite UTC, que no Brasil são 21 horas.

E o último fechamento trouxe mais temores ao mercado, com a cotação do Bitcoin no menor patamar desde janeiro de 2021. Isso porque, circularam informações nas redes sociais de que o FBI, polícia federal dos Estados Unidos, tinha hackeado uma carteira de Bitcoin.

O caso foi ao público após o FBI recuperar R$ 22 milhões em Bitcoin pagos a hackers que atacaram um empresa nos EUA. Com a velocidade das informações circulando, recheadas de temores excessivos, o mercado novamente virou para queda no preço do Bitcoin, amarga para quem entrou nos últimos meses.

Vendo essa repercussão nas redes sociais, o CEO da Blockstream, Adam Back, se pronunciou sobre o caso. De acordo com ele, o FBI recuperou o Bitcoin que estava em um servidor alugado. Desse modo, com uma intimação, o FBI assumiu o controle das moedas.

“Bitcoin NÃO foi hackeado. Nenhuma carteira de bitcoin foi hackeada, nem mesmo se sabe que é possível. Os hackers da Ransom usaram um servidor em nuvem alugado. O FBI recebeu uma intimação, assumiu o controle e recuperou moedas. É isso.”

O CEO da Blockstream ainda publicou os detalhes técnicos que levaram a gigante apreensão de Bitcoin pelo FBI, que não atacou em nenhum momento uma carteira de Bitcoin nem a própria rede para apreender as moedas, ou seja, é uma notícia falsa.

É claro que, quem não entende os detalhes técnicos da rede Bitcoin, ou sua história, pode ter sido tomado pelo medo. Com as recentes quedas na cotação da moeda o mercado certamente está mais sensível e acabou absorvendo a notícia da maneira errada.

Mesmo assim, os traders seguem de olho e com cautela, visto que o preço caiu muito nos últimos dias. A última vez que a cotação do Bitcoin fechou abaixo de ontem foi em 1 de fevereiro, quando a moeda era cotada em US$ 33.537,18.

Nenhum comentário:

Postar um comentário